Worlée

Manuel Driesner (3.º ano de formação) Químico

Copyright: Jenner Egberts Fotografie

1. Por que optaste por uma formação de químico?

Antes da minha formação, realizei um estágio curricular numa empresa farmacêutica como técnico de laboratório. O trabalho no laboratório agradou-me, mas o meu verdadeiro interesse foi despertado através da visão do sistema de produção. A partir desse momento, quis aprender uma profissão técnica, apesar de as minhas notas nas disciplinas de Física e Matemática na escola terem sido médias. Após o estágio, pesquisei então um pouco e encontrei a profissão de químico. Aqui, existe a possibilidade de trabalhar com sistemas industriais - como tal, candidatei-me para a formação de químico na Worlée-Chemie.

2. É perigoso trabalhar no laboratório como químico e realizar experiências com substâncias químicas?

Obviamente, existe sempre um ligeiro perigo no trabalho com substâncias químicas. No entanto, em última instância, tudo depende da qualidade das precauções de segurança e de quão profundamente se conhecem as substâncias. Na Worlée, somos instruídos, durante toda a formação, a lidar com as substâncias químicas em segurança. Além disso, é atribuída muita relevância ao armazenamento e à eliminação corretos das substâncias individuais.

3. Quais os teus objetivos profissionais após a formação na Worlée?

Após a formação, gostaria de prosseguir a minha formação, mas ainda não tenho 100% de certezas em que sentido. Uma formação contínua como Encarregado Industrial Químico seria, por exemplo, concebível, bem como uma formação como Técnico.

Sitemap